terça-feira, 16 de Março de 2010

Factores que influenciam a distribuição espacial da temperatura

A temperatura varia ao longo do dia e ao longo da ano. Ao longo do dia, a temperatura começa a subir a partir do momento em que os primeiros raios de sol chegam á Terra. É precisamente no momento imediatamente anterior a este que se regista a temperatura mínima.

A radiação solar atinge o seu máximo por volta do meio-dia, altura em que os raios solares incidem mais na vertical. No entanto, não é a esta hora que se regista a temperatura máxima. Esta ocorre 2 a 4 horas após o máximo de radiação solar. A Terra demora algum tempo a aquecer, e o máximo de emissão de calor só ocorre algumas horas depois do máximo de radiação solar.


A variação temporal da radiação solar e da temperatura deve-se num primeiro momento ao movimento de translação e ao movimento de rotação da Terra. No entanto, a variação espacial da radiação solar e da temperatura é influenciada por factores como a latitude, a altitude, o relevo e a sua disposição, as correntes marítimas e a continentalidade.



A Latitude
Quanto mais nos afastarmos do Equador, menor a temperatura. A Terra é iluminada pelos raios solares com diferentes inclinações. Quanto mais longe do Equador a incidência de luz solar é menor.






A Altitude
Quanto mais alto estivermos menor será a temperatura. Isto porque o ar se torna rarefeito, ou seja, a concentração de gases e de umidade à medida que aumenta a altitude, é menor, o que vai reduzir a retenção de calor nas camadas mais elevada da atmosfera. Há a questão também que o oceano ou continente irradiam a luz solar para a atmosfera, ou seja, quanto maior a altitude menos intensa será a irradiação.


O Relevo
O relevo pode facilitar ou dificultar as circulações das massas de ar, influindo na temperatura. No Brasil, por exemplo, as serras no Centro-Sul do país formam uma “passagem” que facilita a circulação da massa polar atlântica e dificulta a massa tropical atlântica.


As Correntes Marítimas
São massas de água que circulam pelo oceano. Tem suas próprias condições de temperatura e pressão. Tem grande influencia no clima. As correntes quentes do Brasil determina muita umidade, pois a ela está associada massas de ar quente e úmida que provocam grande quantidade de chuva.


Continentalidade
A proximidade de grandes quantidades de água exerce influencia na temperatura. A água demora a se aquecer, enquanto os continentes se aquecem rapidamente. Por outro lado, ao contrário dos continentes, a água demora irradiar a energia absorvida. Por isso, o hemisfério Norte tem invernos mais rigorosos e verões mais quentes, devido a quantidade de terras emersas ser maior, ou seja, sofre influencia da continentalidade, boa parte deste hemisfério.






Sem comentários:

Enviar um comentário